topo_futebolderua
futebol200

Iniciado em 2004, pela Associação CAIS, em parceria com inúmeras entidades públicas e privadas, promove a prática desportiva e a sua utilização como estratégia inovadora de intervenção, na promoção da inclusão social, sendo um instrumento de capacitação, no desenvolvimento de competências pessoais e sociais que ao longo dos últimos anos tem crescido e reunido importantes apoios, caso do FIFA Foundation Community Programme.

PORQUÊ O FUTEBOL?

Além de promover o acesso ao Desporto e a Inclusão pelo Desporto, o Projecto Futebol de Rua, devido ao poder positivo e mediático do Futebol e as componentes colectiva e participativa da sua prática pretende:

- Colocar a luta contra a pobreza e a promoção da inclusão social no centro das atenções da comunidade, da população em geral, dos media e do poder político promovendo a valorização da imagem dos seus participantes;

- Criar novas aprendizagens;

- Promover o desenvolvimento de competências pessoais, sociais e capacidades para a vida ativa;

- A concretização dos princípios de igualdade oportunidades, cidadania e participação social.

antes_de_inclusao_pelo_desporto
INCLUSÃO PELO DESPORTO

O Projecto Futebol de Rua promove 3 iniciativas, compostas por dinâmicas informais, que visam o desenvolvimento de competências pessoais e sociais:

  • Sessões MOVE: destinadas aos participantes do Distrito de Lisboa;
  • “Move-te, faz Acontecer”: promove Workshops para desenvolvimento de competências pessoais e sociais destinada a participantes e profissionais de todo o país;

A iniciativa “Move-te, faz Acontecer” é realizada em parceria com o Programa Erasmus+ Juventude em Ação e o Plano Nacional de Ética no Desporto.

  • “Curso de Árbitros de Futebol de Rua”: destinado a ex-participantes do Projeto. Iniciativa desenvolvida em parceria com a APAF (Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol).
ACESSO AO DESPORTO: O TORNEIO NACIONAL DE FUTEBOL DE RUA

Uma competição de Futebol Inclusivo que promove o acesso ao desporto e coloca em prática as competências pessoais e sociais adquiridas, indispensáveis à capacitação e integração social.

O principal momento do projeto é uma iniciativa anual de âmbito nacional, que inclui as regiões autónomas. É uma estratégia de intervenção inovadora, que através da prática desportiva permite:

Promover a participação, a mudança, os valores e a dignidade de cada participante fora do ambiente institucional e de intervenção tradicional;
•Desenvolver, sob um ponto de vista pessoal e relacional, a consciência de pertença a um grupo social e dos seus direitos de cidadania, impulsionando novas propostas de vida em sociedade;
Reconstruir uma imagem positiva do grupo social junto dos media, da população em geral e dos órgãos governamentais;
•Desenvolver as competências pessoais e sociais básicas e reforçar o restabelecimento de redes de sociabilidade e de afectividade;
•Partilhar responsabilidades e objetivos, na procura de soluções criativas, oportunidades e instrumentos de promoção e inclusão social.

antes_de_publico_alvo
PÚBLICO-ALVO

Destina-se a homens e mulheres, que se encontrem em situação de fragilidade social, nomeadamente a viver uma situação de fragilidade habitacional (que residem em centros de acolhimento, internatos, quartos - subalugados ou de pensão, habitações ilegais, habitações degradadas – sem as condições básicas de habitação e habitações sociais).

Os jogadores devem ter idade igual ou superior a 15 anos, apresentar condições mínimas de saúde física e mental que permitam a prática desportiva, e devem estar integrados em projetos sociais ou serem acompanhados por instituições de âmbito social, sendo através destas que podem integrar uma equipa.

FASES

O Torneio Nacional de Futebol de Rua decorre em quatro fases:

1a) Torneios / Ligas Distritais / Regionais (Março a Maio 2020):

Organizados pelos promotores locais, em articulação com a Associação CAIS.

2a) Campeonato do Mundo de Futebol de Rua 2020 (Junho/Julho 2020):

Reúne as comitivas nacionais de todos os países participantes. Em 2020, o evento decorrerá na Finlândia, e será antecedido por um estágio, de preparação, com a duração de 10 dias na cidade de Lisboa.

3a) Final do Torneio Nacional de Futebol de Rua (Local a designar, segunda quinzena de Julho):

Reúne as seleções distritais / regionais, organizadas pelos promotores distritais / regionais e será organizada pelos promotores nacionais (Associação CAIS) juntamente com um Município (a designar), tendo a duração de 5 dias.

4a) Festival Europeu de Futebol de Rua 2020 (Setembro 2020):

Reúne diversas comitivas europeias. Em 2020, o Evento decorrerá na Holanda e será antecedido de um estágio de preparação com a duração de 6 dias na cidade de Lisboa.

CAMPEONATO DO MUNDO DE FUTEBOL DE RUA

A Associação CAIS é responsável pela selecção e preparação da comitiva portuguesa para o Campeonato do Mundo de Futebol de Rua (HWC).

Participações internacionais da Selecção Portuguesa de Futebol de Rua:
  • HWC' 19 PAÍS DE GALES 48 países participantes - 4º lugar na classificação geral;
  • HWC' 18 MÉXICO 48 países participantes - 4º lugar na classificação geral;
  • HWC’17 OSLO 48 países participantes - 6º lugar na classificação geral;
  • EFF’16 MANCHESTER 12 países participantes - 1ª lugar na classificação geral;
  • HWC’16 GLASGOW 48 países participantes - 5º lugar na classificação geral;
  • HWC'15 AMESTERDÃO  59 países participantes - 3º na classificação geral;
  • HWC'14 CHILE 64 países participantes - 6º na classificação geral;
  • HWC'13 POLÓNIA  64 países participantes - 5º na classificação geral;
  • HWC'12 MÉXICO 54 países participantes - 5º na classificação geral;
  • HWC'11 FRANÇA  56 países participantes - 14º na classificação geral;
  • HWC'10 BRASIL 66 países participantes - 4º lugar na classificação geral;
  • HWC'09 ITÁLIA  48 países participantes - 2º lugar na classificação geral;
  • HWC’08 AUSTRÁLIA  56 países participantes - 11º lugar na classificação geral; 3º lugar da Dignitary Cup
  • HWC’07 DINAMARCA  48 países participantes - 8º lugar na classificação geral;
  • HWC’06 ÁFRICA DO SUL  48 países participantes - 11º lugar na classificação geral;
  • HWC’05 ESCÓCIA 30 países participantes - 10º lugar na classificação geral;
  • HWC’04 SUÉCIA 26 países participantes - 1ª participação de Portugal, 18º lugar;
     
RSS